Moamba de galinha (frango) da Gina

Olá, Clara!

Aqui vai a receita do meu prato favorito... um prato tipicamente angolano e que, apesar de ser costume fazer-se com galinha, a minha mãe costuma fazê-lo com frango. Esta não é a receita dela, pois ela já faz aquilo há muitos anos, desde que foi para lá e não segue nenhuma receita específica, mas é bem parecida. Não é um prato de difícil confecção... o mais difícil é mesmo cozer a farinha! Nós, lá em casa, batêmo-la com um pau! ;-)
E é delicioso!


Ingredientes:

1 Galinha ou Frango;
1 Cebola grande;
3 Tomates maduros;
3 Dentes de alho;
1 Folha de louro;
1 Limão;
6 Colheres (de sopa) de óleo de palma ou de azeite de dendê (existem umas latas próprias deste óleo);
3 Cougetes;
300 gramas de quiabos;
Sal a gosto;
Pimenta Malagueta (Piripiri) - nós esta não usamos;
250 gramas de Farinha de Mandioca (a da Ramazotti é muito boa!)

Preparação:

Limpe, corte em pedaços e tempere com sal o frango. Leve ao lume com as cebolas e os alhos, descascados e picados, o louro, os tomates limpos de sementes e picados, o óleo, o sumo de limão e o piripiri. Leve a lume moderado a estufar e sacuda o tacho de vez em quando.
Descasque e corte em pedacinhos as courgetes e junte quando o frango começar a ficar tenro. Sacuda o tacho com cuidado e deixe cozer.
Quando estiver quase cozido, junte os quiabos limpos e cortados ao meio.
Engrosse com um pouco de farinha de milho dissolvida em água e deixe apurar.
À parte, leve 1 litro de água ao lume sem sal e deixe ferver.
Desfaça à parte metade da farinha em água morna e junte à água que levantou fervura. Mexa com uma colher de pau e junte o resto da farinha aos poucos, deixando cair em "chuva", mas mexendo sempre, em lume moderado. Vá desfazendo os caroços que se forem formando, com o auxílio da colher de pau e deixe ferver durante 5 minutos, obtendo um creme espesso.
Despeje num prato.
À parte, sirva a galinha com os legumes.

Nota: Lá em casa, levamos a massa (farinha) numa travessa, mas o frango vai mesmo no tacho. Com quanto mais molho, o frango ficar melhor, pois deve-se envolver a massa nesse molho. Há quem não goste da massa, por isso, pode acompanhar-se o frango com arroz simples. É capaz de ser/parecer complicado, mas é mesmo muito bom! Se conhecerem alguém angolano, peçam-lhe ajuda e... bom apetite! :)

3 comentários:

A Saltarica (Fraldinha)... disse...

Ai que isto é delicioso!
Eu comia na familia do meu marido, ele tinha um tio que passava horas a bater a farinha, depois ele morreu e a tradição perdeu-se, eu adoro!

Clara disse...

Já não tens desculpa pra não fazer, Saltarica!

Gina disse...

Faço das palvras da Clara, as minhas!
Vamos lá a matar saudades! ;-)

Beijos